Notícias

Conexão ABIMIP Nº 30 - 23/10/2018

Ministério da Saúde promove autocuidado

Ações recentes do Ministério da Saúde mostram o reconhecimento da pasta ao conceito do autocuidado como política de saúde. A pasta passou a estimular publicamente a adoção de hábitos saudáveis e a tomada de decisões conscientes como forma de manter a saúde em dia e prevenir doenças. Prática de atividades físicas e para o bem-estar mental, alimentação saudável e eliminação de comportamentos de risco, como o tabagismo, estão entre as atitudes positivas que o governo está promovendo.

Esse esforço sinaliza novos caminhos para definição de políticas de saúde pública e indica a consolidação de uma tendência já observada pelo médico Odorico Monteiro, autor do Projeto de Lei nº 9.714/2018, que pretende estabelecer o Dia Nacional do Autocuidado. Para o especialista. “Estamos passando por um processo de quebra de paradigma dos cuidados em saúde: de um modelo dependente do médico em todas as fases e de pouco investimento na atenção primária para um modelo de atuação multidisciplinar, incluindo a participação mais ativa dos próprios usuários, organização de pacientes e cuidadores, com o médico focado na assistência especializada”.

A ABIMIP aplaude os esforços do Ministério da Saúde à causa do autocuidado pela entidade no Brasil. Para garantir autonomia e qualidade de vida futura é fundamental educar a população no uso responsável de produtos e serviços de saúde, em uma época em que a longevidade do brasileiro aumenta de forma significativa.

Autocuidado é prática estabelecida em Portugal

Mais de um terço dos portugueses (36%) não consideram consultar um médico ou um serviço de saúde quando apresentam sintomas de males menores. A alternativa para esses casos é a farmácia e os medicamentos isentos de prescrição. O dado foi divulgado por estudo da Associação Nacional de Farmácias de Portugal.

A prática do autocuidado está tão estabelecida no país que foi fechado um protocolo de cooperação entre médicos e farmacêuticos para compartilhamento de informações básicas sobre pacientes em casos mais simples. Outro exemplo são ações direcionadas especialmente à terceira idade, que têm sido consideradas fundamentais para a melhoria no sistema de saúde local. O país tem promovido a aproximação com os usuários mais idosos para aumentar o nível de orientação e de conhecimento das pessoas a respeito de como utilizar MIPs com responsabilidade e segurança.

IQVIA: incentivo ao bem-estar e à prevenção é estratégia para crescimento do setor

Levantamento inédito do instituto de pesquisa IQVIA em parceria com a ABIMIP revela como tendências demográficas e socioeconômicas estão direcionando o crescimento futuro do varejo. De acordo com os dados, o foco em prevenção e em bem-estar é imperativo frente aos novos comportamento e perfil do consumidor que será mais ativo na prática do autocuidado.

A transformação inclui o envelhecimento e o aumento da população e, consequentemente, maior demanda por serviços e produtos, o empoderamento do consumidor e seu maior interesse sobre a atuação das empresas, bem como a ampliação do poder de compra e do uso de plataformas digitais. Entre as mudanças também se destacam a necessidade de melhoria no acesso a múltiplos canais, às tecnologias e à inovação e, ainda, à aceleração do movimento de switch.

O levantamento do IQVIA sinaliza a necessidade de adaptação para garantia de crescimento sustentável e de longo prazo nesse cenário futuro em que os consumidores estarão mais preparados para exercer o autocuidado. A ABIMIP está trabalhando para auxiliar os associados no desenvolvimento de estratégias frente à nova realidade. A entidade, em parceria com o IQVIA, irá apresentar recortes específicos e mais aprofundados do levantamento aos seus stakeholders ao longo dos próximos meses.

Publicado em: 22 de outubro de 2018 às 16:10.
Imprimir
O que você procura?

Edifício Landmark - Av. das Nações Unidas, 12.399 - conjunto 71B - Brooklin Novo - São Paulo/SP, 04578-000 - Telefone: 55 11 5102-3596